O Inicio

  • PDF

Durante alguns anos um grupo de amigos andou, isoladamente e com imensas dificuldades, recolhendo cães atropelados, doentes e necessitados de um dono... Tarefa essa muito complicada... Uma das muitas preocupações era o canil municipal, onde era... Como era... E, sobretudo, em que condições esses animais aguardavam a morte que era iminente!!!! Ouviam-se relatos de tirar o sono...

Cansados da impotência resolveram fazer algo que no final de nada tinha de impossível: conseguir junto do administrador da AGERE uma maneira de entrar no canil com o objectivo de minimizar o sofrimento dos animais capturados e possibilitar a transparência do que lá se passava. Não foi fácil uma vez que o Barracão onde guardavam os animais de transparente não tinha nada... Após alguns anos e imensa paciência o novo canil foi construído e, como consequência, surgiu a ABRA. Como diz o ditado: os amigos encontram-se... E o pequeno grupo de 3 passou a:

ABRA, ASSOCIAÇÃO BRACARENSE DOS AMIGOS DOS ANIMAIS tem neste momento livre trânsito no canil de Braga, cedido pelo administrador da AGERE e com o apoio do Sr. Presidente da Câmara de Braga.

Ambas as entidades têm acatado as sugestões de melhoramento com muito boa vontade e, graças a isso, o canil municipal de Braga é neste momento, pensamos nós,  um dos melhores a nível nacional. Infelizmente continua a existir a lei que obriga ao abate dos animais oito dias após a entrada num canil municipal.

Mas conseguimos alargar esse prazo para o mínimo de dez e em alguns casos até mais. Temos a boa vontade dos responsáveis que nos facilitam estes adiamentos. O objectivo principal da ABRA é que, durante esse tempo em que os animais esperam a tão infortunada sorte, não sintam minimamente onde estão e para onde vão. A ABRA garante que todos eles permaneçam em jaulas limpas, que nunca sintam falta de comida, que diariamente saiam e possam correr um pouco ao ar livre e tenham toneladas de mimos e festinhas. A ABRA elabora uma escala mensal e todos os dias tem um grupo de dois elementos que vão ao canil obrigatoriamente. Não são aceites falhas nem desculpas. Caso um elemento não possa ir tem a responsabilidade de encontrar em tempo útil quem o substitua.

Uma das grandes exigências da ABRA é que todos os comedouros estejam sempre cheios pois só assim teremos a certeza que nenhum cão tenha fome. Por vezes temos mais que um cão na mesma jaula e ficaria a dúvida se todos comeram... Para que isto seja possível a ABRA colabora com comida para o canil.

Aos casos especiais, como é o caso de crias e mães a amamentar e animais a recuperar de doenças, é administrada comida de melhor qualidade. É também utilizada comida melhor para administrar medicação!